Suzuki

Suzuki

Suzuki

Desde o início, percebeu o quanto a fotografia representava em sua vida, trabalho dinâmico e com oportunidades para expressar, por intermédio da luz e das lentes, pensamentos e emoções.

O dia-a-dia do fotógrafo pode se traduzir numa ausência de rotina e num exercício constante de disciplina e cuidado com as técnicas e os detalhes necessários, afim de comunicar, o conceito desejado.

Fotografar pode ser - e para o Rodrigo é - um ato poético, intrigante e por vezes desafiador. Tornar possível falar sem palavras e o mais importante, tocar as pessoas. Assim é a arte da fotografia.

Atualmente também atua no meio audiovisual, uma paixão que tinha desde pequeno, ampliando cada vez mais esse caldeirão cultural que alimenta o artista, inquieto em sua incessante busca do eterno aperfeiçoamento, um horizonte sem fim, movido pela emoção a cada imagem.

Retornar