Maya Brasiliano

maya brasiliano

Maya Brasiliano

“sofro de uma certa miopia em ler o mundo.
utilizo das lentes para filtrar a luz do que me tem significado.
a fotografia enquanto um disparo de realidade. de intimidade.
retalhos, mosaicos... historias vivas de todo dia.
admiro as relações mais puras e diversas.
experiências livres de pré-conceitos, de pré-julgamentos... memoráveis.
transitando pela ponte da matéria e da imatéria, num exercício que
transcende meu olhar.
a fotografia me brinda no fortalecimento de minhas relações.
com meu íntimo. com o outro. com a vida ao meu redor.”

Retornar